Escola investe em ensino sem paredes e novas formas de aprendizado

Escola investe em ensino sem paredes e novas formas de aprendizado
A Avidus School quer contribuir para formar cidadãos com pensamento mais crítico, coletivo e consciente, com unidade moderna e ecológica na Asa Norte

 

Formar cidadãos preparados para o futuro e engajados com formas colaborativas de trabalho e convivência, entender de maneira ativa a integração entre meio urbano e ecologia. São estes alguns dos principais pontos que permeiam a criação da Avidus School, que chega a Brasília para trazer um aprendizado mais dinâmico e atual para a cidade. As matrículas abrem no dia 17 de setembro.

 

A escola está sendo erguida na quadra 909 da Asa Norte e será bilíngue, além de contar com as práticas pedagógicas mais atuais. O primeiro ano letivo será em 2019 e os alunos fundadores devem deixar sua marca no local, além de ganharem benefícios enquanto estiverem na escola.

Na Avidus o professor funciona como um intermediador do conhecimento, direcionando cada estudante dentro de suas aptidões. O aluno é protagonista de seu próprio aprendizado através de uma pedagogia ativa, que o transforma em criador da própria experiência. “Isso permite que as crianças cresçam de maneira mais preparada. As avaliações serão mais reflexivas, indo além dos métodos para decorar informação. Os pequenos terão uma grade curricular personalizada e adaptável”, completa.

Para enriquecer ainda mais o aprendizado a escola criou a Avidus Personal Plan (APP), focada no acompanhamento pessoal de cada aluno e família. A ideia é que os pais recebam formação para ajudar no desenvolvimento escolar dos filhos, participem de eventos e workshops. Além disso, será traçado um plano de ação específico para envolver as famílias e os educadores.”O objetivo é trabalhar, em uma parceria ativa com as famílias, com os métodos com os quais o aluno aprende melhor, para que ele desenvolva todo o seu potencial”, afirma Thais Almeida, diretora pedagógica da escola.

Educação para o futuro

“O método desperta a curiosidade, a criação e a colaboração entre os indivíduos. Pensamos no mercado de trabalho atual, nas novas possibilidades de trabalho e uma mente pronta para o empreendedorismo”, afirma Márcio Lobo, um dos percursores do projeto. A ideia é que os alunos trabalhem diretamente com instituições, participando desde a mais tenra idade das possibilidades do empreendedorismo social.

A escola abre suas portas para crianças de 1 ano e 6 meses até 06 anos de idade. Todos os corredores e espaços de aprendizado são abertos, incentivando a livre circulação e curiosidade constate de cada criança. Além disso, a participação do núcleo familiar será de grande importância, com acompanhamento pessoal e planos de ação criados junto à família dos alunos. A ideia é crescer coletivamente.

A inspiração vem do método de ensino de países como a Finlândia, que investe em um aprendizado que coloque os alunos em contato direto com a liberdade e a natureza. A ideia é que o espaço de educação não se preocupe apenas com o sistema de ensino, mas com o espaço de vivência dos alunos.

Arquitetura inovadora e integração com a natureza

O premiado arquiteto Ivo Mareines, inspirado nesses conceitos, criou uma fachada moderna e sustentável, em parceria com o sócio e co-autor, Matthieu Van. A arquitetura da escola estará integrada com a natureza, mostrando aos alunos que é possível encontrar uma convivência harmônica entre o meio-ambiente e as grandes cidades. Ivo Mareines, responsável pelo projeto arquitetônico, lembra que a ideia principal é permitir uma nova qualidade de conforto ambiental, com fachadas vivas, que se transformam no espaço e no tempo assim como os alunos.

“Criamos uma segunda pele orgânica no edifício. Vivemos, trabalhamos e nos divertimos em espaços naturais ou construídos pelo homem. As crianças aprendem principalmente por exemplos vindos do convívio com outros seres e esses dois tipos de espaço”, destaca o arquiteto. A ideia é transformar a escola em um local de encontros e desenvolvimento em espaços livres e instigantes.

Divulgação
 
Alta | Web

%d blogueiros gostam disto: